Candidatos

Eleição para Representantes de Técnicos Administrativos

Adilson Kohler (Depto. de Contabilidade, Orçamento e Finanças - Sorocaba)

Currículo

Coloco meu nome à disposição para representar a categoria dos Técnicos Administrativos neste Conselho Universitário.

 

Claudete Schiabel (Prefeitura Universitária - São Carlos)

Participei nos Conselhos superiores nos anos de 2016 e 2017, como representante dos TAs. Pretendo continuar a representação no Conselho de Extensão, diante da necessidade de atuação junto aos projetos de extensão da UFSCar.

 

Claudia Regina Gomez Salles (Coordenação de Estágio, Pesquisa e Extensão - Lagoa do Sino)

Currículo

Além do conhecimento adquirido, poderei acompanhar antecipadamente as decisões a serem tomadas pelo conselho e difundir as deliberações para toda a comunidade académica. Atualmente, já faço parte dos representantes TA -s no COEx e trabalho numa coordenação que trata diretamente com o assunto de Extensão, aqui na Lagoa do Sino/ Buri, temos a CEPEx Coordenação de Estágio, Pesquisa e Extensão, criada desde 05/2015.

 

Cristina Aparecida Motta (PPG em Química - São Carlos)

Currículo

Resumo das propostas não foi preenchido na ficha de inscrição

 

Elizabeth Aparecida Baraldi (Depto. de Genética e Evolução - São Carlos)

Currículo

Espero representar minha categoria na construção de uma Universidade mais democrática, participativa e comprometida.

 

Júlio César de Moraes (Depto. de Assuntos Comunitários e Estudantis - Sorocaba)

Currículo

Como é do conhecimento da comunidade acadêmica, o trabalho de Extensão Universitária democratiza o acesso ao saber produzido na direção da sociedade como um todo, cujo trabalho acentua a função social da universidade, principalmente, em busca de respostas a problemas do cotidiano, acompanhadas de suas respectivas soluções a serem encaminhadas. Assim, a presente motivação assenta-se na possibilidade de contribuição nesse processo de otimização na aplicação de recursos públicos disponíveis, ou mesmo, de recursos oriundos da iniciativa privada em parceria institucional com a UFSCar, via projetos bem elaborados, na seara da Extensão Universitária.

 

Leandro Silva Maroto (Sec. Executiva da PU - São Carlos)

Além de melhor interagir com demais membros desta Universidade, também objetivamos disponibilizar uma visão mais abrangente dos procedimentos administrativos que envolvem nossas atividades.

 

Leonardo Paes Niero (Centro de Ciências da Natureza - Lagoa do Sino)

Currículo

Representação dos interesses da categoria e do campus Lagoa do Sino.

 

Marcos Roberto Silva (Restaurante Universitário - São Carlos)

Currículo

Estou a 26 anos na UFSCar, passando por vários momentos da historia de luta dos Técnos administrativo, deparando com a necessidade de uma representatividade junto aos conselhos para ajudar com ideias para beneficio da comunidade da UFSCar

 

Mariana Campana (Depto. de Biotecnologia e Produção Vegetal e Animal - Araras)

Currículo

Por entender que os TA’s não tem que ficar restritos a serviços subdordinados e quem tiver interesse pode e deve participar mais ativamente da extensão da universidade.

 

Pedro Dolosic Cordebello (Depto. de Comunicação e Artes - São Carlos)

Currículo

Meu compromisso com a UFSCar remonta ao ano 2001, com o início de minha graduação aqui. Posteriormente, reingressei na instituição mediante quatro concursos consecutivos: dois para professor substituto, estudante de mestrado e, em seguida, como técnico administrativo, ocupando este cargo desde o final de 2009. Candidatar-me para conselheiro reverbera a filosofia com que exerço as atribuições funcionais enquanto servidor, bem como cidadão: defender e trabalhar pela universidade pública, gratuita e de qualidade, para que n 1.1FSCar continue a se destacar 110 Brasil e 110 mundo, gerando conhecimento e fomentando a cidadania, através do ensino, pesquisa e extensão. A precariedade dos serviços públicos, em decorrência da calamidade financeira do país deve ser enfrentada como questão de honra pelos servidores, visto que enquanto contribuintes e usuários destes mesmos serviços, temos a virtude de poder intervir para o aprimoramento dos processos de gestão democrática. Nesse sentido, é imprescindível a integração e trabalho conjunto de todos. Isso só será possível se os órgãos colegiados, dentre os quais o CoEx, forem constituídos por pessoas imbuídas do verdadeiro desejo de reafirmar e integrar cada vez mais a UFSCar com a comunidade externa.

 

Sonia Regina Eliseu (Depto. de Assuntos Comunitários e Estudantis - Araras)

Sou Assistente Social no Campus de Araras há mais de 10 anos, passei 02 anos na chefia do DeACE-Ar acompanhando sempre as Reuniões do CoACE e estou também como representante no CoEX em 2018. Assumo o compromisso de estar participando das reuniões do CoEX, contribuindo sempre com ética, justiça e profissionalismo.

 

 

 

ELEIÇÕES PARA REPRESENTANTES DISCENTES JUNTO

AOS CONSELHOS SUPERIORES DA UFSCAR 2018

 

MOTIVAÇÃO PARA A CANDIDATURA DE DISCENTES AO COEX

 

 

ALUNOS DE GRADUAÇÃO

 

Nome do discente (Apelido) (Curso – Campus)

 

 

Augusto Sousa Santos (Ciência da Computação – Sorocaba)

Meu objetivo como representante discente é dar voz aos pós-graduandos da UFSCar. A maneira que acredito ser a mais abrangente e acessível é esta: via on-line. Você, que está votando em mim ou em outra pessoa hoje, não poderia ser consultado por esta mesma ferramenta sobre o uso de verbas da UFSCar, sobre a aprovação de projetos de extensão, sobre a segurança do campus ou sobre políticas de concessão de auxílios aos pós-graduandos? Meu objetivo é representá-lo da maneira mais verdadeira possível: te consultando! Assim, defendo que o voto on-line em eleições da UFSCar seja um primeiro passo em direção a mais consultas a todos, a votações e decisões compartilhadas por toda a comunidade universitária. De maneira confiável e eficiente, todos poderemos manifestar nossa opinião. Peço sua confiança para que possamos, juntos, construir uma UFSCar cada vez mais transparente, participativa e democrática! O bem-estar e reconhecimento de nossa Universidade depende de todos nós atuando acadêmica e politicamente em prol do bem comum.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Felix Matheus Rodrigues Bertacco (Geografia – Sorocaba)

Nesse momento de ataques aos direitos, onde a necessidade de lutar pela democracia universitária acentua-se, precisamos formar um conselho com estudantes combativos e que lutem contra os cortes na educação.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Kaio Eduardo Buglio (Biotecnologia – Araras)

Sou aluno de Biotecnologia, do campus de Araras. Minha motivação para me candidatar aos Conselhos de Pesquisa e de Extensão se dá ao fato de já ter tido experiência com ambos. Reconheço a importância da pesquisa e da extensão para a minha formação, bem como seus impactos positivos na sociedade. Pesquisa e extensão, juntamente ao ensino, fazem parte dos pilares que mantêm nossa Universidade. Pretendo contribuir com a administração levando as pautas e demandas dos alunos, especialmente do campus de Araras, através de consultas. Espero promover e difundir as atividades dos Conselhos com a comunidade estudantil, fazendo com que a UFSCar tenha uma administração mais transparente e participativa.

Currículo

 

 

Kaio Kristians Aguiar (Engenharia Elétrica – São Carlos)

Como estudante de Engenharia, percebo, ao longo dos anos, que temos poucos representantes nos Conselhos da UFSCar. O engajamento maior acaba vindo de pessoas da área sul, o que tem seu mérito. No entanto, me candidato para poder representar melhor a área norte. Levar à Reitoria e às instâncias de decisão da Universidade pedidos, reclamações e sugestões que temos e anseiamos. Para que todos nós possamos nos representar é essencial que possamos votar. Por isso, defendo o uso do voto online nas decisões da UFSCar – e principalmente nas que possam nos impactar. Sou contra a partidarização da Universidade. Acredito que nós, enquanto estudantes, devamos defender a UFSCar, pedir melhorias no campus e na estrutura de aulas como um todo. Enquanto representante dos estudantes, não devemos priorizar nossas ideologias pessoais ou fazer delas a opinião de todos os estudantes. Cada um ter seu posicionamento é fundamental, mas forçar que nossa opinião se torne a opinião de pessoas que sequer nos conhecem ou foram consultadas, ao meu ver, não é uma postura correta e democrática. Por uma UFSCar sempre democrática, participativa e em que todos sejam ouvidos, peço sua confiança e seu voto!

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Lucas Gabriel Barbosa Castro (Educação Física – São Carlos)

Quero me candidatar para aproximar as relações entre a Atlética a qual represento e a universidade, para criar um vínculo entre as mesmas e desenvolver o esporte da melhor forma dentro da UFSCar.

Currículo

 

 

Matheus Mesquita Vidal Ramos (Matheus Mesquita – Chatuba) (Biotecnologia – Araras)

Sou graduando do 6º perfil do curso de Biotecnologia, do campus de Ciências Agrárias. Estou me candidatando com o objetivo de dar voz aos graduandos da UFSCar e, em especial, de representar o campus de Araras a frente das decisões da Universidade, que muitas vezes são centralizadas em São Carlos. Quero lutar para que as decisões dos colegiados sejam mais democráticas e transparentes, o que é possível através de consultas públicas online, nos mesmos moldes dessa eleição. Meu compromisso é representar DE VERDADE os interesses dos estudantes e farei isso da forma mais honesta possível: te perguntando!

Currículo

 

 

Murilo Calafati Pradella (Ciências Sociais – São Carlos)

Minha defesa é pela Universidade pública, conceituada e de qualidade. Quero representar os estudantes da UFSCar e buscar a construção de uma sociedade mais harmônica, plural e respeitosa.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Paulo Otavio Nascimento Ferreira de Oliveira (Otavio Sulic) (Engenharia de Materiais – São Carlos)

Sou estudante do curso de Engenharia de Materiais e faço parte do Projeto de extensão Cursinho Pré-vestibular da UFSCar como monitor da disciplina de geometria e da comissão coordenadora, além disso, tenho participado das reuniões do centro acadêmico da Engenharia de Materiais. Ao longo desses quase dois anos que estou na UFSCar e quase um ano participando do cursinho tenho observado a importância do princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão que está descrito no artigo 207 da Constituição Federal de 1988, o que significa que estes eixos (ou pilares) devem ser tratados de formas equivalentes pelas instituições de ensino superior (IES) além de estarem constantemente atuando de forma efetiva. Os projetos de extensão são muito importantes para formação dos alunos de graduação e da sociedade que participa deles, pois podemos colocar em prática o que é nós ensinado. Minha motivação para fazer parte do conselho de extensão é poder construir uma universidade mais democrática com a participação mais efetiva dos alunos e com isso poder lutar contra o desmonte da universidade pública e pela valorização dos projetos de extensão.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Roger Sanguim Namorelli (Engenharia Física – São Carlos)

Sou estudante de Engenharia Física, milito no coletivo. Juntos e durante minha graduação já participei do Conselho Departamental, do Departamento de Física, do Conselho de Graduação e tive meu mandato no Conselho de Extensão cassado no início do ano juntamente com todos os representantes discentes democraticamente eleitos. Vivemos na UFSCar (e no país) um momento onde a democracia está sendo desafiada. Nós, do corpo discente, estamos sem representação desde o fim de 2017, eliminando por completo a já escassa voz dos estudantes nas decisões da Universidade durante todo esse período. Minha motivação para me candidatar é poder construir de forma transparente e coletiva uma universidade pública, gratuita e de qualidade, que permita ao estudante aqui permanecer, que respeite a democracia, os regimentos, os interesses da comunidade e, sobretudo, que coloque o estudante como prioridade absoluta. Me coloco como candidato ao Conselhos de Graduação para mais uma vez poder representar os estudantes em temas cruciais como na elaboração de editais e convênios, no julgamento de recursos e que temas como reprovações e evasões em massa, métodos de avaliação e saúde mental sejam tratados de forma institucional. Também sou candidato ao Conselho de Extensão por entender que o papel social da Universidade deve ser valorizado. A Universidade é um forte instrumento de transformação da sociedade e projetos sociais tais como os Cursinhos Populares, o Instituto de Línguas, ACIEPEs, PETs, Semanas Acadêmicas, Universidade Aberta, Circo da Ciência, entre muitos outros, devem ser ampliados e estarem cada vez mais acessíveis à comunidade externa.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Victor Alberto Bueno Coelho (Victor Alberto Coelho) (Ciências Sociais – São Carlos)

Estou convicto de que num momento de tamanha tensão e radicalismos não podemos abandonar o debate em espaços democráticos e plurais. Com espírito republicano, peço sua confiança para representá-lo frente a UFSCar, através de seus conselhos. Estando numa das mais renomadas instituições de ensino superior deste país, é necessário que jovens estejam dispostos a lutar para que esta pujante universidade continue sendo referência, e melhorando cada vez mais. Coloco-me à vossa disposição, honrados pares estudantes, para que, sob a égide da legitimidade de vossos votos, eu possa representá-los, e em vosso nome lutar por avanços em nosso meio acadêmico. Defenderei incessantemente que a comunidade acadêmica seja cada vez mais participativa, de veteranos a tenros calouros. Além disso, comprometo-me a lutar para que todas as ações desta universidade respeitem cada centavo do erário, respeitando, consequentemente, cada trabalhador e trabalhadora deste país, cujo suor sustenta nossa formação. Por uma universidade pública, gratuita e que seja o estandarte do progresso científico no Brasil.

Currículo

 

 

 

 

 

ALUNOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

 

 

Nome do discente (Apelido) (Curso – Campus)

 

 

Bárbara El Khalil (Babi) (Ciência Política – São Carlos)

A representatividade é essencial a qualquer instituição democrática! Em meio a um cenário político nacional assustador e uma conjuntura interna de atropelamento de decisões coletivas, é preciso fortalecer a atuação e as demandas dos estudantes de pós-graduação. Minha maior motivação é essa: representar minha categoria de forma coerente e em diálogo constante. Diálogo pressupõe retorno à categoria, pressupõe participação nos espaços de deliberação (as assembléias), pressupõe atuação política em defesa de nossos interesses, pressupõe comprometimento e transparência. No pequeno período em que atuei nos Conselhos Superiores (CoAD, ConsUni e CoPG), no início de 2018, a representação estudantil protagonizou vitórias essenciais à permanência estudantil, em especial um aumento justo no valor do RU. Mas esta vitória nos mostrou de vez o autoritarismo que permeia nossa instituição. Para que o RU tivesse um aumento justo estudantes de graduação tiveram que ser hostilizados, ameaçados e por fim criminalizados. A legitimidade da representação discentes da pós-graduação foi o tempo todo discriminada, nossas cadeiras foram impugnadas. Mais do que nunca, não recuaremos.

Currículo

 

 

Flávia Caroline Augusto Salmázio (Ciência, Tecnologia e Sociedade – São Carlos)

Meu objetivo como representante discente é dar voz aos pós-graduandos da UFSCar. A maneira que acredito ser a mais abrangente e acessível é esta: via on-line. Você, que está votando em mim ou em outra pessoa hoje, não poderia ser consultado por esta mesma ferramenta sobre o uso de verbas da UFSCar, sobre a aprovação de projetos de extensão, sobre a segurança do campus ou sobre políticas de concessão de auxílios aos pós-graduandos? Meu objetivo é representá-lo da maneira mais verdadeira possível: te consultando! Assim, defendo que o voto on-line em eleições da UFSCar seja um primeiro passo em direção a mais consultas a todos, a votações e decisões compartilhadas por toda a comunidade universitária. De maneira confiável e eficiente, todos poderemos manifestar nossa opinião. Peço sua confiança para que possamos, juntos, construir uma UFSCar cada vez mais transparente, participativa e democrática! O reconhecimento de nossa Universidade depende de todos nós atuando acadêmica e politicamente em prol do bem comum.

Currículo

 

 

Marcos Alberto Martinelli (Marcos Martinelli) (Ciência, Tecnologia e Sociedade – São Carlos)

Trata-se do desejo de contribuir, com minha experiência profissional e acadêmica, para o fortalecimento de um dos pilares fundamentais da Universidade: a extensão universitária. Apresento-me como candidato a representante Discente para vaga no Conselho de Extensão (CoEx) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), instituição na qual desenvolvi meus estudos no mestrado e, atualmente, doutorado. Acredito, se escolhido for, que os Discentes poderão contar comigo para melhor articulação entre as atividades de pesquisa e ensino e as demandas da sociedade, beneficiária de ações de extensão.

Currículo

 

 

Monyele Camargo Graciano (Ciência Política – São Carlos)

Minha aspiração é auxiliar nos processos e procedimentos necessários para o fortalecimento da instituição e que garanta que a todos uma vivência digna dentro da Universidade e, sobretudo, espero que, ao unirmos as forças de todos os representantes discentes possamos lutar por uma UFSCAR invariavelmente democrática, inclusiva e que acentue ainda mais seu compromisso com a excelência no ensino e na pesquisa.

Currículo

 

 

Ricardo Lopes Sanchez (Ciência, Tecnologia e Sociedade – São Carlos)

Tenho convicção que posso contribuir para discussão de políticas universitárias com minha participação no conselho. Fiz parte de alguns conselhos da esfera federal, a saber o Conselho Consultivo da ANATEL. Exerci mandato por 4 anos, representando os Pequenos Provedores de Internet. Essa experiência consagrou-se exitosa para o setor de telecomunicações e estive no cerne de discussões, como por exemplo sobre o Plano Nacional de Banda Larga. Também fiz parte do Comitê Gestor de Internet – Cgi.br e acredito que os conselhos formam base sólida para o aperfeiçoamento da democracia.

Currículo