Candidatos

Eleição para Representantes de Técnicos Administrativos

Amanda de Azevedo (Depto. de Administração - Lagoa do Sino)

Servidora da UFSCar desde 2014, atuei como secretaria de curso de engenharia de alimentos até 2015 e desde então atuo no DeA, em Lagoa do Sino. Participei como suplente no CoAd e CoPG nos anos 2016 e 2017. Formada em Administração pela FSP (Faculdade Sudoeste Paulista Avaré, Pós em Planejamento e Implementação da Educação a Distância UFF, cursando pós em Gestão Pública UFSCar. Pretendo continuar na representação dos técnicos administrativos do campus de Lagoa do Sino de forma ativa.

Claudete Schiabel (Prefeitura Universitária - São Carlos)

Participei nos Conselhos superiores nos anos de 2016 e 2017, como representante dos TAs. Pretendo continuar a representação no Conselho de Graduação, diante da necessidade de atuação junto aos projetos e decisões da UFSCar.

Marcos Roberto Silva (Restaurante Universitário - São Carlos)

Currículo

Estou a 26 anos na UFSCar, passando por vários momentos da historia de luta dos Técnos administrativo, deparando com a necessidade de uma representatividade junto aos conselhos para ajudar com ideias para beneficio da comunidade da UFSCar

Maria Aparecida Aleixo de Castilho (Sec. Executiva do CCHB - Sorocaba)

Currículo

Representar a categoria dos técnicos administrativos no referido conselho.

Sonia Regina Eliseu (Depto. de Assuntos Comunitários e Estudantis - Araras)

Sou Assistente Social no Campus de Araras há mais de 10 anos, passei 02 anos na chefia do DeACE-Ar acompanhando sempre as Reuniões do CoACE e estou também como representante no CoEX em 2018. Assumo o compromisso de estar participando das reuniões do CoEX, contribuindo sempre com ética, justiça e profissionalismo.

 

 

 

ELEIÇÕES PARA REPRESENTANTES DISCENTES JUNTO

AOS CONSELHOS SUPERIORES DA UFSCAR 2018

 

MOTIVAÇÃO PARA A CANDIDATURA DE DISCENTES AO COG

 

ALUNOS DE GRADUAÇÃO

 

Nome do discente (Apelido) (Curso – Campus)

 

 

Alex Kreibich (Ciências Sociais – São Carlos)

Me candidato por entendera importância de participar da universidade para além de apenas estudar. Para participar das decisões e da construção do presente e do futuro da UFSCar, lutando por uma universidade pública, gratuita e de qualidade. Por fim, para manter a universidade como um espaço de formação e de construção de conhecimentos científicos, sempre respeitando a pluralidade, a diversidade e as identidades que aqui estudam.

Currículo

 

 

Anderson Rodrigues Martins (Engenharia de Produção – São Carlos)

Sou graduando do curso de Engenharia de Produção do Campus São Carlos, bolsista da Moradia Estudantil, membro do CAEP (Centro Acadêmico da Engenharia de Produção), fui tutor da disciplina de Cálculo 1 e organizador da Semana da Engenharia de Produção e de eventos de extensão envolvendo empreendedorismo e ONGs. Atualmente, há uma grande distância entre a maioria dos alunos e as discussões políticas da universidade. Muitos sabem a importância de defender seus diversos interesses e demandas, porém não conhecem os mecanismos que são disponibilizados na UFSCar. Assim, minha principal motivação é acolher demandas e buscar engajamento dos alunos, se mostrando aberto a todos, presencialmente e on-line. Principalmente sobre questões de permanência estudantil e demandas dos cursos de exatas. Gostaria de expressar também que apoio eleições com voto on-line, porém o Regimento Interno do Conselho Universitário da UFSCar deve ser integralmente respeitado e cumprido.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Carlos Henrique de Oliveira Firmino (Ciências Sociais – São Carlos)

Os Conselhos são espaços institucionais importantes para a vida não só dos estudantes mas para toda a comunidade acadêmica. Por isso, me coloco a disposição de participar e contribuir para este.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Felix Matheus Rodrigues Bertacco (Geografia – Sorocaba)

Nesse momento de ataques aos direitos, onde a necessidade de lutar pela democracia universitária acentua-se, precisamos formar um conselho com estudantes combativos e que lutem contra os cortes na educação.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Laura Campos Nunes (Pedagogia – São Carlos)

[Não informou]

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Leandro Moreira Gonçalves (Leandro Gonçalves) (Engenharia Civil – São Carlos)

Faço parte do conjunto de estudantes que pela primeira vez na história da família pisou na universidade. Faço parte daqueles que precisam eventualmente trabalhar para se sustentar na graduação. Mas acima de tudo, faço parte daqueles que nadando contra a corrente não desistiu de seguir na luta por seus sonhos. Digo isso porque já fiz parte do ConsUni, CoAd e CoG formalmente, assim como acompanhei por anos as discussões e votações em diversos conselhos e em muitas reuniões se esquece de quem são os estudantes por trás dos números. Essa constatação é o centro da motivação de minha candidatura. Lutarei neste conselho para que nenhum estudante seja apenas um número, uma transferência, uma matrícula, uma reprovação, um recurso, uma porcentagem de carga horária cumprida ou qualquer redução fria do tipo. Quero construir um mandato aberto, ouvindo sempre os estudantes, fazendo com que as reuniões dos conselhos ultrapassem as quatro paredes do auditório fazendo valer uma democracia cada vez mais ampla e sólida, superando qualitativamente a subrepresentação quantitativa de nossa categoria. Assim, defenderei nos conselhos a compreensão do estudante em sua face humana, com suas potencialidades, dificuldades, sonhos, frustrações e como sujeito essencial na construção da universidade pública, gratuita e de qualidade tão fundamental para a construção de um projeto de nação mais justa, fraterna e solidária.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Maria Luiza Rossetto Marvulo (Malú Marvulo) (Ciências Sociais – São Carlos)

Pela necessidade de integrar a universidade para além da graduação e pela representação estudantil na tomada de decisões que afetam a todos, acredito ser importante para a minha formação como cientista social e como ser humano.

Currículo

 

 

Matheus Mesquita Vidal Ramos (Matheus Mesquita – Chatuba) (Biotecnologia – Araras)

Sou graduando do 6º perfil do curso de Biotecnologia, do campus de Ciências Agrárias. Estou me candidatando com o objetivo de dar voz aos graduandos da UFSCar e, em especial, de representar o campus de Araras a frente das decisões da Universidade, que muitas vezes são centralizadas em São Carlos. Quero lutar para que as decisões dos colegiados sejam mais democráticas e transparentes, o que é possível através de consultas públicas online, nos mesmos moldes dessa eleição. Meu compromisso é representar DE VERDADE os interesses dos estudantes e farei isso da forma mais honesta possível: te perguntando!

Currículo

 

 

Matheus Henrique Nunes de Assis (Nunes) (Geografia – Sorocaba)

Me candidato com a intenção de representar os discentes na comunidade universitária, procurarei fiscalizar e deliberar nas escolhas no Conselho de Graduação.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Murilo Calafati Pradella (Ciências Sociais – São Carlos)

Em defesa à valorização da Universidade e da comunidade externa que me candidato a este conselho. A extensão, na UFSCar, possui objetivo social: levar à sociedade o que produzimos aqui, nossa produção científica e soluções criativas. Por isso, peço seu voto para representá-lo à frente deste conselho tão importante para nós e para todos. Minha defesa é pela Universidade pública, conceituada e de qualidade. Quero representar os estudantes da UFSCar e buscar a construção de uma sociedade mais harmônica, plural e respeitosa.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Ricardo Oliveira Zanchetta (Geografia – Sorocaba)

Auxiliar a reflexão e a deliberação acerca das questões futuras da Universidade pública, em conjunto à comunidade discente.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Roger Sanguim Namorelli (Engenharia Física – São Carlos)

Sou estudante de Engenharia Física, milito no coletivo. Juntos e durante minha graduação já participei do Conselho Departamental, do Departamento de Física, do Conselho de Graduação e tive meu mandato no Conselho de Extensão cassado no início do ano juntamente com todos os representantes discentes democraticamente eleitos. Vivemos na UFSCar (e no país) um momento onde a democracia está sendo desafiada. Nós, do corpo discente, estamos sem representação desde o fim de 2017, eliminando por completo a já escassa voz dos estudantes nas decisões da Universidade durante todo esse período. Minha motivação para me candidatar é poder construir de forma transparente e coletiva uma universidade pública, gratuita e de qualidade, que permita ao estudante aqui permanecer, que respeite a democracia, os regimentos, os interesses da comunidade e, sobretudo, que coloque o estudante como prioridade absoluta. Me coloco como candidato ao Conselhos de Graduação para mais uma vez poder representar os estudantes em temas cruciais como na elaboração de editais e convênios, no julgamento de recursos e que temas como reprovações e evasões em massa, métodos de avaliação e saúde mental sejam tratados de forma institucional. Também sou candidato ao Conselho de Extensão por entender que o papel social da Universidade deve ser valorizado. A Universidade é um forte instrumento de transformação da sociedade e projetos sociais tais como os Cursinhos Populares, o Instituto de Línguas, ACIEPEs, PETs, Semanas Acadêmicas, Universidade Aberta, Circo da Ciência, entre muitos outros, devem ser ampliados e estarem cada vez mais acessíveis à comunidade externa.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Sabrina Silveira Sousa (Engenharia da Computação – São Carlos)

Participo atualmente do conselho do meu curso de graduação e também participei brevemente do Conselho de Graduação (CoG) no início de 2018. Me candidatei para ambos os conselhos neste ano, e por ter bastante contato com os discentes do meu curso, me alegra muito estar os representando. O período que participei dos conselhos me enriqueceu muito e fortaleceu meu laço com a universidade, que estava fragilizado. Tenho bastante horário disponível para participar ativamente das reuniões.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Saimo Hernandes Calmanovici Pigari (Ciências Sociais – São Carlos)

Como aluno da UFSCar, ao longo de minha experiência acadêmica, percebi a necessidade da participação dos alunos nos conselhos. Assim minha motivação vem no sentido de lutar por uma universidade democrática e para todos, respeitando e ouvindo estudantes.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Victor Alberto Bueno Coelho (Victor Alberto Coelho) (Ciências Sociais – São Carlos)

Estou convicto de que num momento de tamanha tensão e radicalismos não podemos abandonar o debate em espaços democráticos e plurais. Com espírito republicano, peço sua confiança para representá-lo frente a UFSCar, através de seus conselhos. Estando numa das mais renomadas instituições de ensino superior deste país, é necessário que jovens estejam dispostos a lutar para que esta pujante universidade continue sendo referência, e melhorando cada vez mais. Coloco-me à vossa disposição, honrados pares estudantes, para que, sob a égide da legitimidade de vossos votos, eu possa representá-los, e em vosso nome lutar por avanços em nosso meio acadêmico. Defenderei incessantemente que a comunidade acadêmica seja cada vez mais participativa, de veteranos a tenros calouros. Além disso, comprometo-me a lutar para que todas as ações desta universidade respeitem cada centavo do erário, respeitando, consequentemente, cada trabalhador e trabalhadora deste país, cujo suor sustenta nossa formação. Por uma universidade pública, gratuita e que seja o estandarte do progresso científico no Brasil.

Currículo

 

 

Victor Teruyo Yamaguchi (Estatística – São Carlos)

Nesse momento atual da conjuntura, é importante nos colocarmos nos espaços democráticos onde nosso povo se organiza, estar presente nesses locais e lutar pelos ideais estudantis com o poder de um voto é algo que vem sendo crucial para o meu desenvolvimento na Universidade e no meu olhar para o mundo. Claro que não utilizo desse ideal como um projeto egoísta, mas sim de representância para com os alunos que dependem de permanência estudantil, que se colocam à frente por uma educação pública de qualidade e para uma luta que faça o conhecimento produzido na universidade sair para fora dela. Entre essas e outras palavras, me empenho na minha candidatura.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.

 

 

Vinícius Rolim Fontarba (Física – Sorocaba)

Neste meu terceiro ano de graduação na UFSCar duas principais motivações levaram ao desejo de me candidatar como representante discente. A primeira está relacionada à baixa participação dos alunos nos conselhos durante o processo de construção das ideias, reivindicações e formulação de propostas. Tentar encontrar soluções para problemas depois que estes já estão avançados e em casos extremos é sempre mais difícil. A segunda está relacionada à necessidade do envolvimento de pessoas compromissadas com a universidade por si só, ou seja, capazes de desvincular seus interesses particulares, pensando no bem comum, no desenvolvimento da universidade para atender às necessidades de todos, principalmente de nós alunos, que somos o grande motivo da existência desta Instituição. Por fim, decidi-me candidatar pelo fato de ser um aluno compromissado com a universidade, com meu curso, presente no dia a dia, acredito ser capaz de pensar no bem coletivo acima de meus interesses pessoais e gostaria de ser cada vez mais participativo.

https://lattes.cnpq.br/ Não informado.